Acusado de matar médico diz sonho motivou o crime

Escrito por em 04/06/2021

O acusado de matar médico  Andrade Lopes Santana 32 anos, o também médico  Geraldo Freitas disse que   recebeu informações de um familiar que teve uma um sonho revelador de que o médico Andrade iria matá-lo.

A informação foi confirmada  pelo coordenador da Polícia Civil delegado Roberto Leal,  ao site conectado news na tarde sexta feira 4.

De acordo com o delegado relatou no depoimento prestado pelo acusado à polícia trouxe informações sobre as circunstâncias que levaram ao crime.

“Ele relata que nunca foi inimigo de Andrade, até o dia 24. Ele falou que naquele dia, recebeu a ligação de um familiar, e que esse familiar, é ligado a uma religião e essa pessoa teve um sonho premunitório de que, o médico Geraldo Freitas, seria morto por duas pessoas, inclusive uma dessas pessoas usariam uma camisa de time para amarrar na cabeça dele, e fazer dois disparos com arma de fogo. Ele acredita muito nos sonhos que essa pessoa tem, e acreditou ainda mais, porque estava vestido com essa camisa de time de futebol quando recebeu a ligação.

Logo após, foi ao encontro do médico Andrade, ao chegar ao local, ele acabou tendo acesso ao celular da vítima e viu uma conversa da vítima com uma terceira pessoa, que seria um desafeto dele, do autor do crime, o que deixou ele desconfiado. Então ele colocou Andrade para pilotar a moto aquática, e no meio do rio, colocou a pistola na cabeça de Andrade e pediu que ele entregasse o celular, Andrade não quis entregar, ele efetuou um disparo contra a cabeça de Andrade. Segundo Geraldo, ele tentou resgatar o corpo de Andrade e levar para a beira do rio, mas o médico acabou afundando com a âncora”, narra.

De acordo com o delegado, o acusado informou que o crime foi executado somente por ele. Mas, a polícia continuará investigando os fatos. Muitas perguntas ainda estão em questão e serão averiguadas, para saber se tudo que ele falou são informações verídicas.

Marcado como

Faixa Atual

Título

Artista

Background