Bahia é o único estado do país com média de mortes em estabilidade; O cenário, porém, ainda preocupa, diz Leo Prates

Escrito por em 16/03/2021

A Bahia é o único estado do país em que os casos de mortes entraram em estabilidade. Porém, isso não significa que estamos em situação de melhora, porque os números continuam muito altos. Em Salvador, a fila de espera por um leito de UTI também apresentou uma leve melhora. O número, que já chegou a ser de 149 pacientes aguardando regulação, na manhã de hoje(16), era de 112. Ontem, eram 137. A informação foi dada pelo Secretário de Saúde de Salvador, Léo Prates, em entrevista ao programa Café das Seis, da Rádio Globo. Segundo ele, a abertura de novos leitos na capital baiana, além de uma mudança na logística de atendimento, evitou o colapso da rede municipal de saúde. Na Semana passada, Leo havia alertado para o risco de o sistema de saúde colapsar. Segundo Prates ainda não há o que comemorar.
“A gente conseguiu driblar o colapso com medidas feitas pela prefeitura, mas o número de novos infectados continua muito alto e isso só vai melhorar com a ajuda da população, que precisa atender ao chamado do poder público para fazer o distanciamento social e seguir todas as medidas de segurança”. Afirmou.
O secretário também falou sobre mais uma mudança no Ministério da Saúde, que agora vai ser comandada por Marcelo Queiroga.
“É muito ruim que no meio de uma pandemia dessa proporção, que uma pasta tão importante tenha tantas mudanças. Já que é impossível dar continuidade ao trabalho, com equipes de trabalho diferente e as decisões que precisam ser tomadas são prejudicadas”. Disse Prates.
Ainda sobre o novo ministro, Prates disse ainda que Queiroga é um ótimo nome. É um estudioso, não é negacionista e acredita na ciência. “ Um nome muito respeitado no cenário nacional, que nos agrada muito”.

Marcado como

Faixa Atual

Título

Artista

Background