Com cerca de 2 mil doses de vacinas da Covid em Salvador, secretário prevê nova parada na imunização: ‘Sem condições’

Escrito por em 09/03/2021

Salvador tem cerca de duas mil doses de vacinas nesta terça-feira (9) e a previsão da Secretaria Municipal de Saúde é de que a imunização seja suspensa até que o Ministério da Saúde encaminhe mais imunizantes, na quinta-feira (11).

O secretário Léo Prates explica que, a quantidade de doses disponíveis é suficiente para vacinar a faixa atual de idosos, que é dos 78 anos, mas não para avançar para os idosos de 77.

“Nós temos cerca de duas mil doses e foram vacinados pouco mais de sete mil idosos com 78 anos. Nós temos um cadastro de 8.496 idosos com 78 anos ou mais em Salvador, ou seja, nós ainda não imunizamos 100% da população de 78 anos. O que, pelo baixo estoque de doses e pelo alto número comparado ao estoque – um número relativo, apesar da gente ter vacinado mais de 80% dos idosos de 78 anos –, nos levou a não avançar aos 77 anos”.

O secretário detalhou ainda que novas doses devem chegar na quinta-feira (11). Para imunizar os idosos da faixa de 77 anos, em 2 doses, são necessárias cerca de 26 mil doses, já que o público alvo é de aproximadamente 13 mil pessoas.

Léo também falou sobre o cansaço dos trabalhadores da saúde com dias de trabalhos ininterruptos, já que as vacinas têm chegado próximo ao final de semana, quando seria o momento de descanso.

“O fracionamento de doses gera esse problema de suspender e voltar, que é cansativo para os próprios profissionais. Veja a situação que a gente passa: a gente deve suspender a vacinação no dia de amanhã [quarta, 10], e as doses devem chegar na manhã de quinta-feira [11]. Possivelmente esses trabalhadores, que já estão sem ter o final de semana inteiro [de folga], passarão mais um fim de semana trabalhando, porque as doses estão chegando nos finais de semana”, disse ele.

Consórcio para compra

Na segunda-feira, o prefeito Bruno Reis encaminhou à Câmara de Vereadores o projeto de lei que autoriza o ingresso da capital baiana no consórcio público municipal, organizado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), para aquisição direta da vacina contra Covid-19.

O processo vai facilitar a compra dos imunizantes em grande quantidade pelos municípios, já que o governo federal tem apresentado dificuldades para fornecer as doses.

Fonte: G1 Bahia.

Marcado como

Faixa Atual

Título

Artista

Background
Digital 104.3 FM