Com passeios ocupados, cadeirantes e pedestres se arriscam na Avenida Maria Quitéria

Escrito por em 08/04/2021

Os Pedrestres, cadeirantes e pessoas com dificuldade de locomoção, encontram na Avenida Maria Quitéria em Feira de Santana, um exemplo de desrespeito à lei e omissão dos órgãos de fiscalização. As reclamações sobre a ocupação irregular de calçadas por carros e marquises são recorrentes.

 De acordo com o estatuto do Pedestre – LEI Nº 2800/2007, no artigo 3º são assegurados aos pedestres da cidade os seguintes direitos:

I – calçadas limpas, conservadas, com piso antiderrapante, em inclinação e largura adequada à circulação e mobilidade; livres e desimpedidas de quaisquer obstáculos, públicos ou particulares, fixos ou não, especialmente de mesas, cadeiras, canteiros, jardineiras, prismas de concreto “fradinho”, automóveis, mobiliários urbanos e de concessionárias de serviços públicos, que deverão seguir o disposto esta Lei;

Todavia, quem circula pela avenida Maria Quitéria, encontra carros atravessados nas calçadas, restos de material de construção e passeios com altura irregular, o que obriga pedestres a concorrer com os carros em trechos de uma das mais movimentadas avenidas da cidade.

Nossa reportagem entrou em contato com a superintendência municipal de trânsito, mas não obtivemos resposta.

Questionado sobre o assunto o vereador Fabiano que integra  a comissão de obras, urbanismo, infraestrutura municipal e meio ambiente da Câmara de vereadores de Feira de Santana, comissão que é responsável por fiscalizar o tema, disse através de aplicativo de mensagens que a pauta é discutida com frequência na casa legislativa, elogiou o projeto novo centro em execução pela prefeitura de Feira de Santana e disse aguardar que a requalificação alcance todas as ruas do centro da cidade.

Marcado como

Faixa Atual

Título

Artista

Background
Digital 104.3 FM