Covid-19:Fiocruz alerta para começo de 3ª onda na Bahia

Escrito por em 18/05/2021

Diante dos números de casos e atual disseminação da Covid-19 na Bahia, pesquisadores da Fiocruz e gestores públicos apontam para uma situação de estabilidade epidêmica, mas alertam para o risco de uma nova explosão de casos nas próximas semanas, a chamada terceira onda, caso as medidas de prevenção contra o coronavírus não sejam mantidas.

Nas últimas 24 horas foram registradas 78 mortes pela Covid-19 na Bahia, que ocorreram em diferentes datas. Desde o início da pandemia, um total de 19.972 pessoas morreram pela doença. O estado chegou à marca de 957.267 casos de Covid-19, 1.917 em 24 horas. O total de 921.056 pessoas estão curadas, 2.476 no segunda-feira, 17. Os dados são da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), divulgados na segunda.

Análise

De acordo com o recente boletim do Observatório Fiocruz Covid-19, divulgado no último dia 13, a Bahia apresenta relativa estabilidade de avanço de casos, na análise dos primeiros dias deste mês. No entanto, a exemplo de outros estados do país, os pesquisadores afirmam que ainda existe uma intensa circulação do vírus e que a pandemia pode alcançar níveis críticos nas próximas semanas, além da possibilidade de disseminação de variantes.

“A observada manutenção de um alto patamar, apesar da ligeira redução nos indicadores de criticidade da pandemia, exige que sejam mantidos todos os cuidados, pois uma terceira onda agora, com taxas ainda elevadas, pode representar uma crise sanitária ainda mais grave”, conclui o boletim da Fiocruz.

Preocupação

Em Salvador,o prefeito Bruno Reis não escondeu a preocupação sobre essa possibilidade, a capital baiana registra até o momento 199.810 casos do novo coronavírus, com 6.049 mortes e 192.813 curados

“Estamos enfrentando um momento difícil. É preciso alertar que os números de casos aumentaram de forma expressiva. Estamos com elevadas taxas de ocupação de leitos. Ainda existe o risco da chegada de uma terceira onda, a exemplo do que ocorre no mundo todo”, disse Bruno Reis, em coletiva realizada na segunda.

Ainda segundo o prefeito, para que Salvador não passe por medidas mais restritivas de enfrentamento da pandemia, a população terá que colaborar e seguir as medidas de prevenção, a exemplo de evitar as aglomerações.

Leitos

A Sesab informa que em todo o estado, dos 1.588 leitos de UTI adulto para a Covid-19, 1.328 possuem pacientes internados, uma taxa de ocupação de 84%. Na UTI Pediátrica, 23 dos 36 leitos destinados para a doença estão ocupados, representando uma taxa de 64%.

Na capital, dos 779 leitos de UTI adulto, 629 estão ocupados, taxa de 81%. Na UTI Pediátrica, 17 dos 27 leitos destinados para a doença estão ocupados, uma taxa de ocupação de 63%. Com relação aos leitos de enfermaria adulto da Bahia, dos 1.772, o total de 1.176 estão ocupados, taxa de ocupação de 66%. Nos leitos de enfermaria pediátrica, das 67 vagas, 44 estão em uso, uma taxa de ocupação de 66%.

Em Salvador, dos 704 leitos clínicos adulto voltados para o tratamento da Covid-19, 503 estão ocupados, taxa de 71%. No cenário dos leitos clínicos pediátricos, 26 das 37 vagas disponíveis estão ocupadas, taxa de 70%.

Marcado como

Faixa Atual

Título

Artista

Background