Movimentação de cargas em portos baianos cresce 25% diz Codeba

Escrito por em 21/04/2021

Os portos públicos da Bahia registraram um crescimento surpreendente na movimentação de cargas no 1º trimestre de 2021, demonstrando uma nítida recuperação da atividade econômica, especialmente no que se refere aos setores exportadores e aqueles que se valem do comércio por vias internas. Os 3 portos, Aratu, Salvador e Ilhéus, registraram um crescimento de 25% na movimentação de cargas no 1º trimestre de 2021, O Porto de Aratu registrou uma movimentação de 1,76 milhões de toneladas, no 1º trimestre, representando um crescimento de 50% em relação ao mesmo período em 2020.

Esse crescimento reflete a base deprimida do 1ºtrimestre de 2020, quando houve significativa redução dos embarques por causa da pandemia, mas reflete também um maior aumento na atividade econômica em setores que utilizam o porto, como explica o diretor-presidente da Codeba, Carlos Autran Amaral.

“Além das novas estratégias de gestão, otimizando operações, e mais proatividade na busca por novos clientes. De modo geral houve no Porto de Aratu aumento na importação de Nafta, com a movimentação pela Braskem, por demanda, e também de fertilizante e concentrado de Cobre. Com o concerto da linha de importação do Terminal I de granéis sólidos, o Porto de Aratu resgatou carga de concentrado de Cobre, que estavam sendo operadas por terminais portuários privados, os TUPs. A reativação da linha permitiu também que maior quantidade de fertilizante fosse operada”, afirmou Amaral.

O desempenho do Porto de Salvador também foi expressivo já que por ser uma porto de contêineres manteve o crescimento no 1º trimestre de 2020 mesmo na pandemia, e agora em 2021 registra uma movimentação de cargas de 1,34 milhões de toneladas, um crescimento de 7% em relação ao 1º trimestre de 2020. Com isso, o terminal da Tecon/Salvador já representa 43% de toda a movimentação de cargas no Estado da Bahia.

Marcado como

Faixa Atual

Título

Artista

Background