“Se a frota de ônibus operar em 100%, alguém vai ter que pagar a conta”. Diz prefeito de Salvador

Escrito por em 15/03/2021

Apesar de todas as medidas restritivas para conter o avanço do coronavírus, as aglomerações no transporte público não deixam de acontecer. Em boa parte das cidades brasileiras, as prefeituras estão com sua a frota de ônibus operando abaixo da sua totalidade. Em Salvador não é diferente. Questionado sobre a possibilidade de ampliar a frota da capital, o prefeito Bruno Reis afirmou, em entrevista no Café das Seis, da rádio Globo Salvador, que não pode aumentar a oferta de coletivos porque a prefeitura não dispõe mais de verba para bancar essa conta.
“Em horários de pico, já aumentamos a frota, mas se eu colocar mais um real no transporte público, vai faltar dinheiro para os leitos de uti, vai faltar dinheiro para auxilio emergencial, para cesta básica. Nós não dispomos mais de recursos pra aumentar a frota de ônibus em Salvador. O transporte público está quebrado e ainda tivemos o aumento do diesel recentemente. Não tem como essa conta fechar sem faltar o básico para a população”. Afirmou o prefeito.

Marcado como

Faixa Atual

Título

Artista

Background