Sesab aguarda planejamento do Ministério da Saúde para aplicar a dose de reforço na população baiana

Escrito por em 18/11/2021

Com o anúncio de liberação, por parte do Ministério da Saúde, da terceira dose da vacina contra o coronavírus para todas as pessoas com idade acima dos 18 anos, a Secretaria da Saúde do Estado aguarda a definição do Sistema Único de Saúde, SUS, em relação ao envio das doses necessárias para garantir a imunidade da população. A secretária Tereza Paim lembra que o esquema de distribuição das doses anteriores na Bahia garantia agilidade ao processo, com envio das vacinas imediatamente após o recebimento.
Ouça a fala da Secretária Tereza Paim:

Secretária Tereza Paim sobre terceira dose

Vacina usada para dose de reforço deve ser “preferencialmente” a da Pfizer

A secretaria extraordinária de enfrentamento à Covid-19, do Ministério da Saúde, publicou na última quarta-feira (17) uma nota técnica sobre a administração da dose de reforço em pessoas com mais de 18 anos. As orientações são para quem tomou CoronaVac, AstraZeneca ou Pfizer.

No documento, a secretaria do Ministério da Saúde reforça que a vacina a ser utilizada na dose adicional “deverá ser, preferencialmente, da plataforma de RNA mensageiro (a Pfizer) ou, de maneira alternativa, vacina de vetor viral (Janssen ou AstraZeneca), independente do esquema vacinal primário”.

Ou seja, se a pessoa completou o esquema vacinal (duas doses) com as vacinas CoronaVac, AstraZeneca, Pfizer ou mix AstraZeneca/Pfizer, ela deve receber, preferencialmente, a Pfizer como dose de reforço.

Marcado como

Faixa Atual

Título

Artista

Background